Português

10.º ano
Poesia trovadoresca
A poesia trovadoresca: cantiga de amigo
A poesia trovadoresca- cantiga de amigo
A poesia trovadoresca- cantiga de amigo História da língua
A poesia trovadoresca - cantiga de amor
A poesia trovadoresca- cantiga de amigo História da língua
Fonética e fonologia. Etimologia
Cantigas de escárnio e maldizer.
Contextualização histórico-literária: Fernão Lopes
Capítulo XI da "Crónica de D. João I", de Fernão Lopes. Arcaísmos e neologismos
Capítulo 115 da Crónica de D. João I, de Fernão Lopes
Capítulo 148 da Crónica de D. João I, de Fernão Lopes
A apreciação crítica
Introdução ao texto dramático e ao espetáculo teatro, com Jorge Silva
Gil Vicente: a obra e o contexto histórico-cultural
Farsa de Inês Pereira, de Gil Vicente: a sequência inicial. O género da farsa
Farsa de Inês Pereira, de Gil Vicente: a representação do quotidiano e o casamento
Farsa de Inês Pereira: o pedido de casamento de Pero Marques. Tipos de cómico
Farsa de Inês Pereira, de Gil Vicente
“A farsa de Inês Pereira”
Farsa de Inês Pereira. O segundo casamento de Inês
Farsa de Inês Pereira: a cena final
Auto da Feira, de Gil Vicente (1)
Auto da Feira, de Gil Vicente (2)
Auto da Feira, de Gil Vicente (3)
Orações coordenadas e orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adjetivas e substantiva
Introdução à lírica de Camões. O contexto histórico-literário
O tema do amor na lírica de Camões: "Descalça vai para a fonte" e "Sete anos de pastor Jacob servia"
O amor na lírica de Camões: “Amor é fogo que arde” e “Está lascivo e doce passarinho”
O retrato da mulher na lírica de Camões: "Ondados fios d´ouro reluzente " e "Endechas a Bárbora escrava"
O tema do amor na lírica de Camões: "Como quando do mar tempestuoso" e "O céu, a terra, o vento sossegado..."
A Natureza na poesia de Camões: “Verdes são os campos” e “A fermosura desta fresca serra”
Camões: Reflexão sobre a vida pessoal na lírica de Camões. “Erros meus, má fortuna, amor ardente" e “De que me serve fugir”
O desconcerto do mundo na lírica de Camões:" Esparsa sua ao desconcerto do mundo"; " O dia em que nasci moura e pereça"
“Camões – Rimas”. A mudança
“Camões – Rimas”. O amor